você está lendo...
Poesia

A Fuga

Passa por baixo da cerca,
não pode pulá-la.
Olha pros lados, disfarça,
e caminha displicente.

Alcança uma rua movimentada.
Há carros, barulho, buzinas.
A cidade observa e testemunha
a fuga virando a esquina.

Ali, onde ninguém deveria te conhecer,
um rosto familiar.
A moça da TV te sorri,
você a leva pro bar.

Depois de muito beber,
fumar e gargalhar,
pagar toda a conta…
Ela dispensa o seu convite
para passar a noite.

Você volta, arrependida:
não avisou, não deu notícias,
não atendeu o telefone…

Bem desperta, a vida te espera
na porta de casa
cobrando o dia de ontem.

Anúncios

Sobre Paola Giovana

Sou catalisadora, capricorniana e artista. Faço o que gosto: crio. Acredito que vá gostar. Sei que ao menos não ficará imune. Minhas armas são irresistíveis: cinema, design, música e literatura.

Discussão

6 comentários sobre “A Fuga

  1. Gostei!!!!

    Publicado por Mari Andrade | 25/10/2012, 14:10
  2. Adorei!!!

    Publicado por Saulo Araújo | 26/10/2012, 8:08
  3. Cotidiano urbano fincado no realismo surreal dos loucos que se veem como normais. Muito bom de ler.

    Publicado por Mauro Brandão | 21/03/2013, 16:02

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Quem escreve

Ih! Falei!

Coloque seu email para assinar este blog e receber novos textos por email

Junte-se a 2.008 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: