você está lendo...
Prosa

Vida, Filme Surreal

Eu queria estar ali. Em cada um dos ondes repousam meu afeto e admiração. Feito Deus, onipresente, compartilhando das ternuras e agruras dos bilhões de segundos de cada vida. Não estou, no entanto. E isto me lembra a saudade que tenho das minhas próprias vidas, eu que fui muitas de mim, já neste mesmo corpo.

Talvez exista algum espaço em que o tempo, em suspensão, me permita balançar suavemente com um pé no passado, o outro no futuro, deslizando presente entre a consciência completa do todo que continua a me constituir. Talvez exista alguma condição, como nas telas divididas do cinema contemporâneo, de sentir as três instâncias do tempo de uma só vez: o passado tornando-se ainda mais passado, o presente passando, o futuro chegando e eu na ilha de edição, alterando instantaneamente pequenos detalhes e seu desenvolvimento.

Depois de cansar de manipular a vida, sentar-me-ia calmamente no tapete, pernas cruzadas, para ver o filme desta existência enquanto pensava na próxima. Se sentisse falta de qualquer cena, qualquer rosto, diálogo ou cenário simplesmente planejaria a próxima vida para que ela fosse uma coletânea desesperada de melhores momentos, melhores emoções, sensações e sentimentos.

Dormiria então e acordaria com mais um filme na cabeça: uma mistura desconexa de todo aquele contentamento e frenesi, este sim minha obra-prima. Encaixaria esta sessão como uma brincadeira do acaso nesta vida de agora. E então… Então não suportaria tanto desejo, tanta vontade de ser feliz. Finalmente, seria: completamente feliz ou infeliz por tanta ambição e as infinitas possibilidades de dar tudo certo ou tudo errado.

Anúncios

Sobre Paola Giovana

Sou catalisadora, capricorniana e artista. Faço o que gosto: crio. Acredito que vá gostar. Sei que ao menos não ficará imune. Minhas armas são irresistíveis: cinema, design, música e literatura.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Quem escreve

Ih! Falei!

  • Perceba o poder da edição e do design de som ao ver essa babá quase perfeita se transformar numa quase demônia vimeo.com/18189077 3 days ago
  • RT @citacao: de Sigmund Freud: Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda. 1 week ago
  • RT @citacao: de Nelson Mandela: Perdoem. Mas não esqueçam! 1 week ago
  • Qual o retorno que vc recebe de seus companheiros de curso sobre suas produções na universidade? Considerando algo diferente de "gostei"... 2 weeks ago
  • Um brinde a todas idéias brilhantes que já esqueci! Que elas voltem da sopa primordial como estrelas: um passado que ainda ilumina. 2 weeks ago

Coloque seu email para assinar este blog e receber novos textos por email

Junte-se a 2.008 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: